Uma equipe de pesquisadores do Instituto Nacional do Coração dos Estados Unidos ganhou um incentivo de singelos 2 milhões de dólares. O objetivo é dar continuidade a um projeto que pretende diagnosticar câncer bucal com um simples e rápido procedimento.
Tal exame, hoje em dia, exige um doloroso decepamento de uma parte do tecido da boca no qual é enviado para o laboratório, onde em cerca de uma semana é feito o diagnóstico.
A alternativa desenvolvida pelos pesquisadores necessita apenas de uma leve escovação com uma escova descartável provida do chip. Ela é colocada em uma máquina que analisa a amostra e a coloca em contato com um tipo de biomarcadores no qual reage quando há presença de alguns tipo de células cancerosas. O resultado sai em apenas 10 minutos.
Segundo Martin Thornhill, professor de medicina na Universidade de Sheffield, “esta tecnologia irá tornar mais fácil a separação de células cancerosas de lesões, daquelas que há um risco de câncer e aquelas onde já se desenvolveu”.
A nanotecnologia está cada vez mais aliada na detecção e combate ao câncer. Será bom ver no futuro pessoas salvando suas vidas graças à tecnologia.
Via CNET