SAN FRANCISCO  – O site de microblogs Twitter já conta com mais de 100 milhões de usuários e espera conseguir mais centenas de milhares nos próximos anos ao tornar o serviço mais fácil e acessível em aparelhos móveis como celulares.
Durante a primeira conferência da empresa para programadores nesta quarta-feira, o presidente-executivo do Twitter, Evan Williams, afirmou que a geração de receita está entre suas principais prioridades para o futuro –o que marca uma mudança de tom para a empresa que, até então, mantinha seu foco em melhorar a experiência do usuário.

Os comentários seguem o anúncio de um novo programa de publicidade feito pelo Twitter na véspera. O programa “Promoted Tweets” é a primeira tentativa da empresa de ganhar dinheiro com seu serviço e é um marco importante no caminho em direção a uma oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês).

Williams citou melhoras na infraestrutura do Twitter, além de facilitar seu uso, e possibilitar a visualização de mensagens de acordo com relevância, e não apenas em ordem cronológica, como outras grandes prioridades.

O Twitter é um serviço que permite que usuários publiquem mensagens de até 140 caracteres (“tweets”) para grupos de seguidores, e é uma das redes sociais mais populares da Internet junto com Facebook e LinkedIn.

A empresa forneceu dados oficiais sobre o uso do site pela primeira vez.

O co-fundador do Twitter, Biz Stone, afirmou que o site tem hoje cerca de 105 milhões de usuários registrados. O Twitter também pode ser mais popular do que se imaginava: segundo o grupo de estudos comScore, o site registrou um total de 69,5 milhões de visitas em fevereiro.

A empresa privada é financiada por investidores como Benchmark Capital e Spark Capital. No ano passado, o Twitter captou 100 milhões de dólares em uma nova leva de investimentos que precificou a companhia em 1 bilhão de dólares, de acordo com um fonte próxima ao caso.

Segundo Stone, a empresa, com sede em San Francisco, hoje conta com 175 funcionários, ante os 25 que tinha no começo de 2009.