Associated Press

A tecnologia poderia um dia ajudar deficientes mentais a se comunicar.

NOVA YORK – A leitura da mente pode não ser mais domínio dos médiuns ou de advinhas: agora, computadores também são capazes de fazer isso.

A Intel ontem apresentou uma das suas inovações tecnológicas em Nova York. Um dos projetos em desenvolvimento é o software que usa imagens scanneadas do cérebro para determinar o que as pessoas estão pensando.

O programa analisa imagensMRI funcionais para descobrir quais partes do cérebro da pessoa está sendo ativada conforme ela pensa.

O pesquisador do Intel Labs Dean Pomerleau disse que, em testes, o software acertou 90% das vezes em qual de duas palavras a pessoa pensava.

A tecnologia poderia um dia ajudar deficientes mentais a se comunicar. Além disso, Pomerleau vê o projeto como um relevante avanço no controle da tecnologia apenas por pensamentos.