Markolf Berchtold sagra-se campeão no downhill e Luana Oliveira no four cross. Já na modalidade cross countrry, Rubens Donizete é vice-campeão na caegoria Elite; Sherman de Paiva e Henrique Avancini fazem dobradinha na sub-23 e Eduardo Ramires é campeão na Master



O Campeonato Pan-americano de Mountain Bike 2010, realizado entre os dias 7 a 11 de abril na cidade da Guatemala, na América Central, reuniu mais de 400 competidores de todo continente, que disputaram as modalidades four cross (4X), downhill (DHI) e cross country (XCO). A delegação brasileira foi composta por mais 20 atletas.

O revezamento por países no cross country (team relay) abriu as disputas pelas medalhas Pan-americanas, colocada em jogo no Parque Nações Unidas. O Brasil competiu com a seguinte formação: Henrique Avancini (Sub-23); Érika Gramiscelli (Elite Feminino); Luiz Henrique Cocuzzi (Júnior Masculino); e Edivando de Souza Cruz (Elite Masculino). O experiente ciclista Edivando Cruz ((Scott/ProShock/Vzan/Shimano) foi o último a entrar na pista, fazendo uma bela prova de recuperação, colocando o Brasil na 5ª colocação. A equipe da Colômbia foi a campeã, já que países favoritas, como o Canadá e os Estados Unidos não participaram do revezamento.

Na sequência, os ciclistas da categoria Master brigaram pelo título Pan-americano no circuito de cross county. A pista tem “tem 7,3 km de muita velocidade, ele se divide em 3 partes, as partes de estrada veloz, as trilhas dentro da mata com muitas curvas e de velocidade e duas pequenas subidas que exige concentração para executá-las”, contou Roberta Stopa (Specialized) que treinava no percurso.

Destaque para o título de Eduardo Ramires, técnico da Seleção Brasileira de MTB, na categoria Master B2. Na mesma categoria, o Brasil ainda teve ótimo desempenho com os ciclistas Ricardo Machado (Specialized/Pref. Lagoa Vermelha) que conquistou a medalha de bronze e Tarcicio Bilinski que chegou na quinta colocação. O Brasil ainda ficou com a prata com Jusmar Correa, na categoria Master C2. Na categoria Master A2, Rufus da Mota (Scott/SRAM) conquistou a 5ª colocação. Já na categoria de base do esporte, os atletas da Junior do Brasil ficaram na quinta colocação com Luiz Cocuzzi, e décima primeira, com Willian Alexi.

Elite – Na categoria elite masculina, Rubens Donizette (Merida SR Suntou Cat Eye) foi medalha de prata, após belo duelo com o americano Todd Wells (Specialized), que faturou o ouro. O canadense canadense Max Plaxton (Sho-Air Specialized) ficou com o bronze. Edivando Cruz (Scott/ProShock/Vzan/Shimano) terminou na décima primeira posição e o catarinense Ricardo Pscheidt em 21º lugar.

“Foi uma prova de altissimo nível, a pista era muito rápida e tinha varios trechos de trilhas, as subidas eram na maioria com pouca inclinação e isso possibilitou que se formassem varios pelotões, a diferença entre os atletas foi bem pequena. Tive um bom desempenho na competição, mas por pouco não cheguei melhor classificado, a diferença entre os primeiros foi pequena, mas durante a prova era dificil tirar tempo, todos estavam andando num mesmo ritmo, numa perseguição que durou toda a prova”, comentou Edivando Cruz.

Feminino – No feminino, domínio completo das norte-americanas que ficaram com as três medalhas. A melhor ciclista do Brasil foi Érika Gramiscelli que terminou na 12ª colocação. Roberta Stopa chegou a 13:59 minutos da campeã na 14ª posição. Já Julyana Rodrigues, de Brasília, finalizou a prova em 17ª, a 18:35 minutos da líder.

Na categoria Sub-23, os atletas brasileiros tiveram um desempenho excelente, em que Sherman Paiva e Henrique Avancini conquistaram a medalha de ouro e prata, respectivamente. O ciclista de Minas Gerais, José Ilson Jr. chegou em 21ª posição. Na categoria Sub-23 feminino, Luana Machado terminou na 12ª colocação, com o tempo de 1 hora e 54 minutos de prova para completar 4 voltas.

DOWNHILL E FOUR CROSS

Nas modalidades downhill (DHI) e four cross (4X) que contam com a ajuda da gravidade, os pilotos brasileiros foram destaque. Na principal categoria do downhill, o catarinense Markolf Berchtold fez um descida impecável e conquistou o ouro com o tempo de 3 minutos e 33 segunfos. Markolf que compete com o apoio da Shimano e componentes PRO, além das bicicletas Zenith, Rock Shox, Maxxis, Concordia e 661 garantiu o quinto título Pan-americano de Downhill na carreira, que ainda conta com três medalhas de prata. O paulista Wallace Miranda (Specialized/SRAM) ficou na 12ª colocação com o tempo de 3 minutos e 51 segundos. O Brasil ainda ficou na 16ª posição com Lucas Bertol e 18º lugar com Volkmar Berchtold.

No feminino, a paulistaLuana Oliveira garantiu a medalha de bronze no downhill e o ouro no four cross. No Four Cross masculino, Wallace Miranda, de Aparecida (SP), garantiu a quarta colocação. Já na categoria Master, Marcos Marra garantiu mais um título para o país.

Em breve, mais comentários dos atletas brasileiros e fotos exclusivas da competição.

Fonte: Mbikecom
Fotos: Divulgação