Projeto de exploração do cicloturismo será implementado na antiga estrada de Santos.

A estrada Velha de Santos, a cerca de 40 km do centro

 de São Paulo, conhecida como Caminhos do Mar, será aberta para os ciclistas. Uma parceria entre a Fundação Energia e Saneamento e a empresa Cicloaventureiros Turismo vai implementar o cicloturismo monitorado no trecho que atravessa o Parque Estadual da Serra do Mar. Atualmente, no trecho de serra da estrada, só é permitido o trafego de pedestres e viaturas oficiais. Com oprojeto, os ciclistas também poderão trafegar e terão acesso seguro ao litorala partir de São Paulo. A tarifa do passeio será de R$20,00.

A operação em caráter experimental tem início previsto para o dia 29 de maio de 2010 e funcionará durante um dia na semana e em todo último fim de semana do mês. Nessas dataso trecho terá uso exclusivo de bicicletas e seguirá as premissas do plano de manejoambiental que, entre outras, limita o acesso em até 400 pessoas e determina que os visitantes sejam acompanhados por pessoal capacitado durante o trajeto.
Para apoiar os ciclistas no local, será instalada uma estrutura logística composta por aluguel de bicicletas e equipamentos de segurança, oficina ecologicamente sustentável pararevisão preventiva e reparos em bicicletas, carro de apoio e guias treinados em mecânica básica e primeiros socorros.
O visitante ainda terá a opção de contratar o traslado de São Paulo ao parque e também do litoral à capital. Os veículos utilizados serão equipados com reboques customizados para transportar as bicicletas com cuidado e segurança, sem desmontá-las. O valor destes serviços serão definidos posteriormente.
O passeio foi elaborado para atender não só os ciclistas experientes, que desejam acessar o litoral a partir de São Paulo como parte de suas viagens, mas também os ciclistas de final de semana que querem uma diversão diferente, segura e tranquila.
A estrada está localizada no Parque Estadual da Serra do Mar e no trecho de serra entre os km 42 e 51, e está sob os cuidados da Fundação de Energia e Saneamento, por meio do projeto de ecoturismo e educação ambiental intitulado “Ecoturismo Caminhos do Mar”. O trecho abriga inestimável patrimônio ambiental – parte da Mata Atlântica –, além de um importante acervo histórico cultural que marca períodos da história do desenvolvimento do Estado de São Paulo. A grande representação desse acervo é a Calçada do Lorena (1792), primeiro caminho pavimentado com pedras ligando o planalto ao litoral, entre outras construções históricas.
A Fundação Energia e Saneamento realizou o projeto de restauração do conjunto de monumentos históricos e é gestora do empreendimento ecoturístico idealizado pela Emae – Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A. alicerçado na cooperação mútua entre oGoverno – representado pelas Secretarias de Estado -; a iniciativa privada – representada por patrocinadores -; o terceiro setor – representado pela Fundação Energia e Saneamento.