NOS TEMPOS DO RÁDIO…

Não ouço rádio. Não dá pé. É uma pena.

A programação de cabo a rabo, de norte a sul é a mesma. Ou seja, o mesmo jabá que vale em São Paulo, vale no Sul, no Norte…

Jabá não existe. O que existe são “investimentos publicitários”. Eufemismo e hipocrisia para se comprar sucessos, fabricar artistas, produzir modismos, unificar o (mau) gosto coletivo e condenar centenas de artistas ao ostracismo.

Resumo: Coloque um dinheiro no esquema das rádios e tenha um sucesso.

Não tenho mais saúde para essa lixeira toda. Faço o que gosto, porque gosto e não recebo por isso nem quando deveria receber…são contingências da vida…afinal, muitos adoram música mas pensam que o músico vive de brisa e que nasceu com eterna vontade de fazer caridade.

Continuo escrevendo canções que poucos tem oportunidade de conhecer, mas os que se interessam sabem que tem muito mais de onde veio e me pedem para não deixar de tocá-las; continuo tocando minha guitarra, outrora muda de desânimo, agora com grande dose de felicidade, com notas diretas do coração e acordes direto do cérebro. 

O Melodia Universal é um espaço para se falar de música, porém agora, a Melodia Universal poderá ser ouvida, compartilhada e transformada em uma nova experiência graças às liberdades da Internet e ao convite da Thélos para que eu materializasse meu grande desejo de fazer rádio à antiga, meio aos moldes dos programas AM e com algum conteúdo que eu deseje compartilhar. 

Pelo menos aqui não precisa de jabá, basta estar no coração e ter algo a dizer.

Em breve estaremos na rede !!!